Social Icons

twitterfacebooklinkedinemail

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Amor e Respeito, Mulheres do Presente, presente!


Meu caro boa noite, primeiramente gostaria de parabeniza lo pelo seu trabalho e seriedade.

Bem, meu caso é o seguinte, conheci a um ano uma moça tenho 24 e ela 21 anos, nosso relacionamento criou bases sólidas e pensamos em um futuro juntos, no inicio do relacionamento ela havia me dito que antes de mim teve dois namorados, um de dois anos e o ultimo que durou 4 anos e que ela inclusive morou um ano junto, aí que entra a questão, não tenho ciumes de ela ter tido relações sexuais ou ter se deitado com outros homens, meu ciúme vem justamente do fato de ela ter morado junto, como se os planos que fazemos hoje, que para mim são inéditos para ela fosse apenas um reprise de algo que já viveu e agora com outro personagem, sei que não é justo pensar nisso e sofro bastante, já discutimos uma vez e quase terminamos, eu não jogo nada na cara dela, pois sei que não e justo, é a vida dela e ela viveu da melhor maneira acredito, assim como eu vivi a minha. O problema é que eu nutri dentro de mim esse sentimento, e já não sei o que fazer, não me comparo com o ex dela que nem sei quem é, nem procuro saber pormenores do fato, mas essa questão e ela já ter feito planos e ter divido o dia a dia e a vida com outra pessoa me assombram, mesmo sendo um caso encerrado na vida dela, quero ter paz e poder planejar um futuro com ela sem esses fantasmas. |

No inicio do relacionamento nem me importei com isso, achei que seria apenas diversão para ambos os lados, mas com o passar do tempo junto com o sentimento crescente veio o incômodo com esse fato, que até pensei ter esquecido, mas esses dias caiu como uma bomba em cima de mim, e ao ler relatos de homens que passam 5, 10, 30 anos com a parceira sempre mergulhados nesse tipo de pensamento fico extremamente preocupado, pois não quero me ater a isso.

O que posso fazer?

Meu caro grato pelas gentis palavras.

Estamos vivendo um novo tempo, as mulheres vêm, ao longo das últimas décadas, conquistando espaços e papéis que as colocam em um lugar de ampla igualdade entre os sexos (algo que jamais devera ter sido tirado). Ocorre que, pelo fato histórico, essa "nova" posição ainda assusta muito, tanto homens como as próprias mulheres. São tempos de muitos ajustes, embora o papel econômico seja cada vez mais essa realidade, não somos feitos para viver de forma matemática, pelo contrário, o que nos justifica enquanto seres humanos é justamente o aspecto emocional.

Se voltarmos no tempo, e nem tanto assim, diria uns 50 anos, tudo era muito claro, quase matemático, por volta dos 20 anos conheceríamos alguém nos apaixonaríamos ou não e casaríamos. Uma vez casados nem se passava pela cabeça separar. A mulher cuidaria da casa e dos filhos e o homem sairia para trabalhar. Essas relações quando se tornavam desgastadas eram cotidianamente tratadas às escuras, ninguém assumia nada e se vivia assim. Naturalmente se encontravam amantes ou simplesmente os casais viviam de aparências. Isso é justo? Sinceramente não poderia responder, mas com certeza tudo estava muito claro, era assim que funcionava, homens e mulheres tinham claramente seus papéis definidos e simplesmente lidavam com as exceções, eram claros os "desvios de conduta", a moral, ética e os bons costumes ligados ao relacionamento de casal.

O que ocorre hoje? Homens e mulheres querem ser como são, mas têm uma fantasia de regras claras, algo como homens e mulheres de hoje vivendo com aqueles do passado. Explicando melhor, temos a expectativa de que as regras estejam claras, sem contudo precisar construí-las.
Sinto dizer que não, as regras de relacionamentos hoje são construídas a dois, caso a caso, não dá mais para entender e se entender dentro de um relacionamento que não seja individual (do casal).
A única regra que poderíamos estabelecer: Mulheres querem ser amadas, Homens querem ser respeitados!

Meu caro sua fantasia é que essa mulher fosse sua flor imaculada, sem passado, ela não é.
Essa é uma regra que vocês precisam estabelecer, o casal tem um passado, todos temos, como vão lidar com isso é de cada dois. Vocês podem se amargurar por isso ou entender que essas experiencias vêm para nos ajudar a sermos melhores. Muitas vezes nosso passado nos ajuda a sermos melhores, aprimorar, estabelecer oque e onde erramos e seguirmos em frente de um jeito melhor.
Nos adaptarmos a essas realidades demonstra maturidade, se livrar do apego ao ciúmes também.

Diria que o mais importante é firmar o compromisso, esses planos de casal são só de vocês esqueça o que foi vivido, não pertencem a esse casal, nem a esse momento. Dê credito a sua companheira, confie nela e permita que ela confie em você, caso contrário perderá o mais precioso, o amor, a possibilidade de ser feliz e o brilho de admirar e ser admirado por alguém.

Converse, estabeleça as bases daquilo que é importante para o CASAL e siga em frente, mas não esqueçam: Mulher-amada, Homem-Respeitado!

Seja feliz...


0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...